Pular para o conteúdo principal
Estamos abertos para novos integrantes, filiados ao Sisejufe. Ensaios todas as 2as feiras, 19h, no CCJF, 2o andar. Entrada pela porta lateral. Inscrições durante todo o ano, sempre pelo email contato@sisejufe.org.br.
O Coral do Sisejufe iniciou suas atividades em maio de 2014, sob a regência do Maestro Eduardo Feijó, formado em música pela UNIRIO e em regência pela Proarte.
Composto de servidores ativos e inativos do TRE, TRF, JF, TRT, seus familiares e alguns convidados, o grupo se destina ao lazer, à confraternização, ao contato com a arte, à divulgação da música brasileira, bem como a representar o Sisejufe em eventos dos mais variados. O repertório privilegia a música popular brasileira.
O Coral do Sisejufe ensaia toda segunda-feira, das 19h15 às 21h15, na sala multimídia do Centro Cultural da Justiça Federal, andar térreo. O CCJF fica na Av. Rio Branco, 241 – Centro/ RJ.
Servidores ativos e inativos do TRE, TRF, JF, TRT, JM e seus familiares podem participar gratuitamente da atividade.
Novos integrantes são aceitos no período de fevereiro a abril de cada ano. Fora deste período, a entrada no coral fica restrita a pessoas que o maestro julgue que tenham condições de se juntar ao grupo.
O Sindicato dos Servidores das Justiças Federais no Estado do Rio de Janeiro é o patrocinador do Coral.
Fundado em 31.08.89 com sede e foro na cidade do Rio de Janeiro, o Sindicato dos Servidores das Justiças Federais no Estado do Rio de Janeiro (SISEJUFE-RJ) é constituído para fins de defesa e representação da categoria profissional dos servidores públicos do Poder Judiciário Federal, visando à melhoria das condições de vida e trabalho de seus representados.
Algumas regrinhas básicas e orientações para os integrantes do coral. Nosso estatuto foi revisado em 2024, então vale a leitura.
Assista ao vídeo do compositor e maestro John Rutter falando sobre a importância de um coral. Emocionante!
Video:
Contato para apresentações por meio do e-mail contato@sisejufe.org.br, ou pelo telefone (21) 2215-2443, falar com Roberto Marins.